• Percival Puggina
  • 28/03/2021
  • Compartilhe:

UM DIA A CASA CAI

 

Percival Puggina

 

Poderosa e voluntariosa corte constitucional. Leniente tribunal penal para réus com privilégio de foro. Topo da infinita escada recursal do Poder Judiciário. Usurpador confesso da inexistente função de poder moderador da República. Assim é a Corte. Com tais mantos se engalanam os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal brasileiro. Pela conduta militante, ele e imprensa também militante são os dois agentes políticos mais ativos do país. Congresso Nacional? Vem bem depois, com seus negócios. Presidência da República? É o mais despojado dos poderes de Estado.

Pelo que tem realizado nos últimos anos, a atual composição do STF é a maior tragédia legada pelo aparelhamento esquerdista do setor público nacional. É um caos silencioso. A parceria solidária da imprensa emudece e canibaliza o espírito crítico com que poderia contribuir, em ambiente de pluralismo e liberdade, para retificar os rumos do país. Sim, houve um tempo em que a imprensa fazia isso. Toda opinião, toda crítica estão focadas, hoje, na pessoa do presidente. Legisle o Congresso em causa própria, dificulte ainda mais o combate à criminalidade, opere em favor da impunidade, faça o STF o absurdo o que fizer, tais escândalos, se mencionados, ganham edição estéril, viram informação placebo. Você pensa que foi informado, mas não foi.

E o cidadão? Ora, o cidadão! Dele se exige ficar em casa sendo doutrinado pelo incansável realejo das TVs. Se alguém arriscar opinião divergente nas redes sociais, ensaiadas injúrias desabam sobre o infeliz, a quem chamam “gado”.

A nação vive um silêncio imposto pelo medo. Medo, sim. Há o medo da covid-19, claro. Mas há, também, o medo da Justiça, que é do “fim do mundo”, mas não é divina. São temores que escravizam.

Quem impõe censura, cria seu assustado filhote, a autocensura.

A palavra “gado” define a situação de curral a que estamos submetidos. Fecharam-se as porteiras das alternativas e a farra da Casa Grande nos escraviza enquanto escarnece de nossas opiniões.

É surpreendente que exijam respeito. Não é respeitável o que fazem! Respeitem para serem respeitados. Respeitem os mandatos que lhes foram concedidos, senhores congressistas. Respeitem a vontade expressa nos votos e o resultado das urnas, senhores ministros do STF. Respeitem o pequeno detalhe que ainda chamamos de Constituição.

A Lava Jato, que cometeu o crime de levar à condenação nossos Adãos de paraísos fiscais, recebeu atestado de óbito numa sessão virtual da 2ª turma. E viva a gandaia!

O Brasil tem uma história anterior a esse colegiado, dispensa suas lições e, mais ainda, sua visão de mundo. O farol com que os 11 pretendem iluminá-lo ensombrece e entristece o futuro. Naquelas cadeiras sentaram pessoas muito mais sábias, muito mais cultas, muito mais comprometidas com a nação. Eram respeitáveis. Já a atual composição do STF, desnorteada com sua impopularidade e com a animosidade que suscita, busca se impor pelo medo, como fazem os ditadores. É impossível que os poderes de Estado, em seus escancarados anseios de autoproteção e de proteção recíproca, não percebam o gemido da alma nacional nestes tempos de frustração e temor.

Atentem todos, porém, para o fato de que as circunstâncias podem retardar a resposta da sociedade, que tarda, mas não falha. Senadores e Deputados Federais! Se não pelo país, ao menos por apego aos próprios mandatos, cumpram com seu dever. A situação atual não é sustentável.

Money Pit é uma comédia romântica dos anos 80, com Tom Hanks e Shelley Long. Conta a história de jovem casal que comprou uma casa onde nada funciona. O nome que esse filme recebeu no Brasil vale como advertência: “Um dia a casa cai”.

Percival Puggina (76), membro da Academia Rio-Grandense de Letras e Cidadão de Porto Alegre, é arquiteto, empresário, escritor e titular do site Conservadores e Liberais (Puggina.org); colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A Tomada do Brasil pelos maus brasileiros. Membro da ADCE. Integrante do grupo Pensar+.

 


Carlos Edison Fernandes Domingues -   30/03/2021 17:47:04

PUGGINA Não vou intitular de "instâncias inferiores" àquelas que considero superiores ao S.T.F.; as de 1ª e as de graus recursais, as quais julgam os fatos independentes de pressões políticas, ou compensações de favores. Entendo que estes julgadores, que alicerçam as relações entre a sociedade e o poder político do Judiciário, devem ser os primeiros a manifestar o inconformismo frente a degradação da instituição a que pertencem. A cobertura da casa está comprometendo toda a construção. A segunda intervenção do povo será na próxima escolha para o Legislativo, pois a primeira já ocorreu na eleição para Presidente da República. Carlos Edison Domingues

Júlio César Gomes da Silva -   30/03/2021 12:37:59

Seu texto, como sempre é lúcido, mas não pode-se esperar que a casa caia para tomar providências. Quando começaremos a fortificar o viaduto dos Açorianos ? Quando ele cair ? Não, pelo menos uma escora ele já tem, e a interdição do trânsito, até que um reparo seja possível. Sua referência é o art.142 da CF. Uma sacudida no STF E SENADO FEDERAL fará muito bem a NAÇÃO. Quanto pior o estado do paciente, tanto maior será a recuperação, maior o tempo internado e mais longa a UTI necessária. Esperem a casa cair, aí haverá"choro e ranger de dentes". Que Deus nos acuda e proteja-nos.

JUSCELINO DORNELAS PEREIRA -   30/03/2021 11:08:03

Como sempre um coice de mula com luva de pelica.. pena que os ordinários sabem o que é ter dignidade.. aliás se injetasse 1mg de dignidade nesses caras citados viram estercos na hora... imprestável. nem pra estercos servem.

José Rui Sandim Benites -   30/03/2021 07:00:28

Como sempre professor, lúcido na interpretação dos fatos. E, a grande mídia só diz " o choro é livre". Quem comanda as ações neste país, em grande parte, com exceções, são midias e instituições comprometidas, não com a libertadas e a justiça. Mas no seu interesse próprio. Nas suas mordomias. E não estão interessadas no futuro das novas gerações. Na verdade estão em manter um povo escravizado pela ignorância. Nos outros, ficamos na resistência. Um abraço ao grande escritor.

Vanderlei Zanetti -   29/03/2021 18:30:16

Estamos a um triz para que o desrespeito à constituição, por parte dos ministros, separadamente ou em conjunto, transforme em anarquia a situação social e econômica brasileira. Sem respeito à constituição não existe um rumo a ser tomado. É a constituição que determina as regras de nossa organização política e social. Diferentemente dos EUA que possuem uma constituição enxuta. O Brasil tem uma constituição enorme que na realidade não nos protege. Mas, e com toda a certeza, protege os corruptos, começando pelo foro privilegiado. A constituição é a espinha dorsal da nação. Segundo Samuel (San) Houston, Governador do estado do Texas após a sua união aos Estados Unidos: “ (…) não obstante os delírios de extremistas desiludidos ou as ameaças desrespeitosas de desagregadores fanáticos, o amor de nosso país ainda arde com o fogo de tempos remotos (…) no coração do povo conservador do Texas (…) O TEXAS MANTERÁ A CONSTITUIÇÃO E DEFENDERÁ A UNIÃO. ISSO É TUDO QUE PODE NOS SALVAR COMO NAÇÃO. DESTRUAM A CONSTITUIÇÃO, E A ANARQUIA NOS ESPERA. ” A cidade americana de Houston recebeu esse nome em sua homenagem.

LARRY DE CAMARGO VIANNA NASCIMENTO -   29/03/2021 15:44:07

E as forças armadas, onde estão?

Denise -   29/03/2021 13:33:55

Muito boa explanaçao da situaçao atual, triste...decepcionante e me pergunto: Aonde e quando isso vai parar?

LUCIANO -   29/03/2021 11:23:45

Pior que o desarmamento de um povo, tornando-o presa fácil, é o seu "desalmamento"! Precisamos reagir!

Rogelio A. Garcia -   29/03/2021 11:20:17

Prezado, "Pra variar", uma peça literária. Li, envolvido pelo texto, desde a primeira palavra e assim fui até o penúltimo parágrafo. Aí, despertei, com o barulho da casa caindo. Aplausos!

artus james lampert dressler -   29/03/2021 11:04:54

NESTE CONTEXTO, SINTO-ME COMO QUE VIVENDO NUM SACO DE LIXO; URGE QUE PASSE O "CAMINHÃO DO LIXO" PARA RECOLHÊ-LO E QUE SALTEMOS FORA , ANTES.

Paulo Moraes -   29/03/2021 10:45:29

Bom dia professor. Eu também espero que um dia a casa venha a cair, mas eu acho que vai demorar, e muito - se é que um dia vai realmente cair. Eu falo isso com o coração apertado, mas pelo que eu vi na semana passada, quando o Bolsonaro apareceu na TV para falar das vacinas, me leva a crer que o Brasil não tem mais jeito. Eu simplesmente não consegui ouvir o que o presidente dizia, tal era o barulho do panelaço e de gente berrando nas janelas, inclusive crianças, chamando-o de Bozo e genocida. Incrível. E olha que eu moro em Brasília num bairro considerado de classe média alta, onde moram juízes, médicos, advogados, etc. Eu mesmo tenho parentes formados em nível superior, com boa situação financeira, que são petistas roxos, chamam o Bolsonaro de fascista e, quando eu pergunto o que isso significa, simplesmente saem pela tangente. Realmente a esquerda conseguiu contaminar tudo, e vai voltar ao trono ( pois dos outros diversos níveis não saiu) com banda de música e tudo o mais, e isso graças ao nosso seguríssimo sistema de contagem eletrônica de votos, combinado com o estranho esquema de votos proporcionais e, aquilo de que quase ninguém se lembra, ou seja, os suplentes de parlamentares que ninguém conhece. Abraços.

Pedro Fattori -   29/03/2021 10:32:07

Perfeito como sempre meu caro Percival. Nosso Supremo é uma galhofa próprio de países de bananas. Suportar esses togados é como a pandemia. Um horror! Aguentar ministro vitalicio é um trauma. Melhor que ficassem 04 anos, com mais 4 e ponto final. Aguentá-los é a vida inteira é demais. Triste e incrível país esse!

VELADO ALPHA -   29/03/2021 10:18:07

O Erro está no critério da escolha dos Mnistros. Isto sim há muito prtecisava ser mudado.

André Godoy -   29/03/2021 08:12:53

Perfeito! O porta voz necessário em tão estranhos momentos. Obrigado!

FERNANDO A O PRIETO -   29/03/2021 05:23:23

Parabéns! Bom comentário, como de costume. O MEDO é a emoção mais forte que o ser humano pode sentir, dentre as que podem ser provocados pelos governos,"especialistas", secretários de saúde, e "interessados" (?) no nosso bem estar. (o AMOR é mais forte ainda, mas, por sua própria natureza, não pode ser imposto) e através dele a sociedade (não só a brasileira) está sendo dominada... Deus nos ajude!

Melelau Santos -   28/03/2021 18:54:40

Perfeito Professor. Suas palavras com a costumeira maestria.

Anna Brasileiro -   28/03/2021 17:06:24

Estou com 82 anos e tenho presa em ver a casa cair. O que mais me assusta não é o bando que domina o STF. São as mentiras e ataques ao presidente, a omissão deliberado de fatos positivos, o uso distorcido das estatísticas e fatos. Não que o presidente não cometa erros, mas porque tanta distorção e maldade?.As mídias sociais e a grande mídia - e muitos na população em geral - refletem um ódio e escárnio difícil de entender, principalmente enquanto defendem ou escondem os crimes de Lula, PT e seus asseclas. Negacionistas?

Mara Montezuma Assaf -   28/03/2021 16:29:07

Pois eu confio que caia mesmo! Chegamos a um ponto tão crítico que só caindo por vontade do povo é que poderemos recuperar para nós este país!

Verônica Ferreira -   28/03/2021 14:14:49

Texto EspetaculaR ?? ????????????????????????????

Elinah Soares Bedtche -   28/03/2021 13:39:15

Sr Pugina,cansaço e desespérança me define. O Sr vê alguma luz no fim do túnel?

Anete Hans -   28/03/2021 12:43:30

O que me entristece é saber que , senadores e deputados que poderiam fazer algo, estão de mais dadas com os 11 abutres!

Aparecido -   28/03/2021 11:37:57

A queda é iminente, meu caro Percival. Parabens orlo artigo.

Mauro Nadruz -   28/03/2021 11:37:02

Até quando iremos ficar inertes diante de tantas inconstitucionalidades realizadas pela corte de Brasília? Os danos causados já se tornam irreversíveis diante de leis adulteradas que beneficiam os algozes. A única explicação para não tomarem uma providência enérgica, no meu entender, é causada pela possibilidade de retaliação e ameaças de morte que provavelmente advém destes criminosos de terno e gravata ou toga. Só isso explica!

Diva Castoldi -   28/03/2021 11:10:04

Parabéns pelo texto... é um alento saber que ainda há lucidez e honestidade em alguns escritores e jornalistas. Obrigada ??

Gilso Simon -   28/03/2021 10:51:13

Parabéns. Concordo com cada palavra.